Realize a gestão dos riscos jurídicos de sua organização com Inteligência Artificial

Empresas de todos os portes passam por riscos de diversas naturezas, por isso, ter uma gestão de risco é o melhor mecanismo de defesa ou precaução. Em relação a riscos jurídicos, um bom sistema de informações com ferramentas de gestão de riscos de perda de ações e acompanhamento atualizado, que se integre com ERPs das organizações, é item indispensável atualmente para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

Com a gestão adequada dos processos e investigação das causas, pode-se construir um plano preventivo para diminuir litígios. Além disso, a empresa pode propor acordos logo no início, nos casos de processos ajuizados com alto risco de perda, minimizando os custos finais de processos.

Veja neste post como uma boa gestão de risco, alinhada a ferramentas tecnológicas, proporciona a perfeita alocação dos custos e ajuda a reduzir processos.

 

Que empresa deve se atentar aos riscos jurídicos?
Empresas que trabalham com processos judiciais de alto valor, principalmente os tributários, devem gerir com máxima atenção o montante previsto em seus processos. Dentre correções monetárias adequadas, probabilidade de perda, bem como analisar os principais pedidos, nenhum custo deve ser esquecido a fim de realizar uma boa gestão preventiva.

Todos esses valores influenciam diretamente nos lucros das companhias e uma gestão inadequada pode apontar lucros maiores ou menores, interferindo no caixa das empresas, que estavam com expectativas errôneas.

Nesse sentido, a Fácil oferece dentro do Espaider, seu principal produto gestor de processos, todas as ferramentas para a gestão adequada, inclusive para controles rígidos sobre os valores a serem contingenciados, além de agregar diversos serviços que auxiliam as empresas na tomada de decisões, como por exemplo, análises gerenciais com gráficos.

 

Resultados da má ou falta de gestão de riscos jurídicos 
A má gestão de riscos jurídicos é extremamente prejudicial à saúde financeira das empresas. Entretanto, não é possível determinar o valor em perdas, pois dependendo do porte da organização são valores que se economizados, poderiam ser aplicados em outras áreas do negócio.

O investimento em um departamento jurídico controlado e que trabalha as prevenções, certamente trará retornos para as corporações.

Os departamentos jurídicos já não são vistos como simples despesas, mas como negócios necessários; atualmente, incorporam-se ao esforço das companhias no sentido da mitigação de custos de operação. 

 

Indicação da Fácil para a gestão de riscos jurídicos
A Fácil oferece ao mercado o Espaider, um sistema completo para a gestão dos departamentos jurídicos das empresas. Além do gerenciador, há uma série de serviços:
- Informacionais – Manutenção automática das tabelas de índices financeiros de qualquer tipo, utilizados para a correção de processos judiciais de todas as categorias: cíveis, tributários, trabalhistas.
- Data Mining – Busca de informações periódicas, tais como, leitura de sites de órgãos e tribunais, leitura de diários oficiais, descoberta de novos processos que a empresa ainda não tenha sido notificada, busca de dados de identificação dos processos e cadastro automático no sistema de gestão. 
- Conhecimento – Utilização de Inteligência Artificial para agilizar processos e emissão de dados disponibilizados em gráficos.
- Jurimetria sobre os processos da própria empresa, com avaliação dos pedidos para que a organização possa tomar ações preventivas e diminuir litígios. 

Nossas soluções são completas para o seu departamento jurídico ou escritório de advocacia. Fale conosco para atendermos da melhor forma as necessidades do seu negócio.
 


Publicado em: 11/02/2020

Entre em contato

Onde conheceu a Fácil?